O BEIJO DA VIDA

Esta foto premiada de 1967, tirada por Rocco Morabito, foi intitulada “o beijo da vida”. Mostra dois operadores elétricos, Champion Randall e JD Thompson, em cima de um poste de eletricidade. Eles faziam manutenção de rotina quando Champion tocou em uma das linhas de baixa tensão no topo do poste. Mais de 4.000 volts entraram no corpo de Champion e o coração parou instantaneamente (uma cadeira elétrica usa cerca de 2.000 volts).Seu cinto de segurança impediu uma queda, e Thompson, que estava subindo por baixo dele, rapidamente o alcançou e iniciou a respiração boca a boca.

 

© Rocco Morabito


Ele não conseguiu realizar a reanimação cardiopulmonar, dadas as circunstâncias, mas continuou a respiração boca a boca, mantendo os pulmões de Champion ativos até perceber um ligeiro batimento cardíaco. Então, desabotoou o cinto e desceu com ele no ombro. Thompson e outros trabalhadores realizaram a reanimação cardiopulmonar no chão, em Champion, cuja respiração e batimentos cardíacos foram gradualmente restaurados.


Depois chegaram os paramédicos que completaram e a recuperação de Champion. Seu parceiro salvou-lhe a vida com o que na foto parece ser um beijo. Champion sobreviveu e viveu até 2002, quando morreu de insuficiência cardíaca, aos 64 anos. Thompson continua vivo.


A fotografia foi publicada nos jornais de todo o mundo e ganhou o Prêmio Pulitzer em 1968.