FOTÓGRAFO PRO CASAMENTO: DICAS PARA ESCOLHER

Vocês pensaram em tudo: escolheram os vestidos e terno, alugaram o salão, contrataram buffet, decoração, cabelereiro e agora precisam contratar alguém para registrar tudo isso. Sim, é o fotógrafo quem vai eternizar esse momento tão especial. Pare pra pensar: de todas as coisas de um casamento, as únicas duas que vão durar pra sempre serão:

  1. A união do casal;
  2. As imagens desse dia.

Convém, portanto, escolher bem o fotógrafo para não correr o risco de, ao final de tudo, ficar com fotos ruins ou, pior ainda, não ter foto alguma. Para ajudar os noivos a tomarem essa difícil decisão, separei algumas dicas que, certamente, os ajudarão nesse momento:

 

1. RESOLVA TUDO PESSOALMENTE

Eu sei, com a correria do dia-a-dia e a dificuldade de separar um tempo livre, as redes sociais se tornaram uma ótima ferramenta para poupar tempo. Contudo, é pessoalmente que você vai perceber se o fotógrafo tem “o seu jeito”, se ele é simpático, atencioso, gentil. É pessoalmente que fotógrafo e noivos vão sentir (ou não) empatia um pelo outro. Convenhamos: você não quer no dia mais importante da sua vida alguém com quem você não se identifica, ?

 

2. PEÇA PARA VER CASAMENTOS COMPLETOS FOTOGRAFADOS POR ELE

Cada fotógrafo tem seu próprio estilo, seu “modo” de fotografar. Às vezes os noivos sonham com determinado tipo de foto, e é importante checar se o estilo do fotógrafo está de acordo com as expectativas. Isto porque um fotógrafo jamais vai conseguir reproduzir imagens feitas por outro profissional – e não há nada de errado nisso. Cabe aos noivos, portanto, se certificarem de o profissional que estão contratando está de acordo com o que é sonhado, e isso só é possível olhando antes trabalhos feitos por ele, de preferência casamentos inteiros, a fim de ver como é registrado cada momento.

 

3. CHEQUE A REPUTAÇÃO DO FOTÓGRAFO

À primeira vista todo mundo (ou quase todo mundo) é gentil, prestativo e profissional. Contudo, vocês só saberão como é o fotógrafo, de fato, no dia do casamento e na entrega dos produtos. Convém, portanto, pedir indicações e opiniões a respeito de quem está sendo contratado: ele é educado? Sabe lidar com imprevistos (acontecem muitos)? É pontual? Procure saber tudo sobre ele de pelo menos três pessoas diferentes.

 

4. PERGUNTE SOBRE EQUIPAMENTO E ASSISTENTE

Acontece muito: o casal contrata alguém pensando se tratar de um profissional e, no grande dia, o mesmo aparece sozinho e com equipamentos amadores. Ok, vamos por partes:

  • Assistente: todo casamento grande requer pelo menos 2 fotógrafos, por razões variadas. Além de isto trazer mais segurança a todos e maior variedade de fotos, somente tendo um assistente o profissional vai conseguir fotografar a noiva e o noivo em locais diferentes ao mesmo tempo;
  • Equipamento: todo fotógrafo sério usa pelo menos duas câmeras diferentes em um mesmo casamento, pois isto permite variação de ângulos e, no caso de falha em uma delas, ele continuará fazendo seu trabalho. O mesmo vale para cartões, baterias, etc. Pergunte a ele, portanto, qual equipamento ele possui. Você não precisa ser um especialista em câmeras, mas pode anotar e checar depois. E sim, bons equipamento fazem diferença.

 

5. DESCONFIE DE VALORES MUITO BAIXOS

Fotografia não é barato. Além dos honorários para o assistente, o fotógrafo tem o custo do álbum (que é sempre caro), equipamento, transporte, alimentação e outros. Se o valor que está sendo pedido é muito abaixo da média, desconfie: você pode estar prestes a contratar alguém inexperiente ou incapacitado para aquela função.

 

6. FAÇA CONTRATO – SEMPRE!

Você amou o fotógrafo, ele é gentil, educado, faz lindas fotos, tem um bom equipamento e bom preço, e agora vai fechar. Pois bem, o que vai determinar com clareza tudo o que será feito, como e quando é o contrato. É ali que estão descritos os dados, procedimentos, prazos e preços e, por isso mesmo, requer o máximo de atenção. Leia, releia, pergunte à vontade: o contrato é a sua garantia, é ele quem vai te amparar no caso de algo sair errado. Exija, portanto.

 

Com estas dicas, tenho certeza, a escolha do fotógrafo será muito mais consciente e satisfatória. Agora, só falta casar!